Descubra como o uso do Biofeedback pode impactar no tratamento das disfunções do assoalho pélvico

Para entendermos melhor o biofeedback e a consciência muscular, vamos aplicá-los às disfunções do assoalho pélvico, que consistem em uma ampla gama de problemas que surgem quando a musculatura do assoalho pélvico não funciona adequadamente 1 .

Para que os músculos funcionem adequadamente é necessário 2:

  • Força(capacidade de apertar)
  • Resistência (capacidade de segurar este aperto por um bom tempo);
  • Explosão (capacidade de contrair e relaxar rápido);
  • Coordenação motora (capacidade de contrair de jeitos diferentes);
  • Propriocepção (capacidade de sentir a sua própria Musculatura do Assoalho Pélvico – MAP relaxada e se movendo).

 

Reeducação da Musculatura do Assoalho Pélvico

A reeducação dos músculos do assoalho pélvico pode tratar as disfunções e acabar com os incômodos. Vários recursos podem ser utilizados para isso. Entre eles, estão exercícios de fortalecimento para que os músculos do assoalho pélvico voltem a funcionar bem 3.

Quando feitos regularmente, os exercícios para assoalho pélvico ajudam a prevenir a incontinência urinária e o prolapso 3.

Pensava-se que bastava treinar os músculos do assoalho pélvico – MAP para reabilitar o paciente, mas pesquisas recentes tem apontado para uma relação sinérgica entre a musculatura pélvica e abdominal (Abdomino-Pélvica).

A atividade sinérgica entre os MAP e os abdominais possibilita o desenvolvimento de uma pressão de fechamento adequada e importante para manter a continência urinária e fecal. Alguns estudos demonstram que, durante a contração voluntária dos MAP, ocorre uma co-ativação dos músculos transversos abdominal, oblíquo interno, oblíquo externo e reto abdominal, ocasionando um aumento da pressão esfincteriana. 4

 

Sucesso do Tratamento

Controlar a atividade dos músculos pélvicos e abdominais durante a reabilitação torna-se fundamental para atingir sucesso na terapia.  Neste contexto, é extremamente importante o paciente :

  • Ter boa consciência dos Músculos do Assoalho Pélvico – MAPs
  • Ter boa consciência dos Músculos Abdominais – Transverso do Abdômen
  • Ter respiração diafragmática adequada – contração MAPs e abdômen na expiração
  • Postura correta para realização dos exercícios abdominais

 

Consciência Muscular e Biofeedback

A maior dificuldade do treino dos Músculos do Assoalho Pélvico – MAP é fazer com que o paciente perceba o exercício que está fazendo: se está contraindo a musculatura certa, se está contraindo com força suficiente. O jeito mais moderno e eficiente de se ensinar essa contração é utilizando um dispositivo tecnológico chamado de biofeedback. 5

O biofeedback consiste em um equipamento que seja capaz de fornecer uma resposta visual e/ou sonora durante o exercício permitindo que o paciente perceba e tenha consciência do seu corpo e musculatura. 5

Para pacientes que têm pouca ou nenhuma “sensação” da musculatura do assoalho pélvico, o biofeedback pode ser uma das melhores escolhas de tratamento para o paciente primeiramente identificar a musculatura correta que deve ser ativada durante o exercício.

 

Benefícios do Biofeedback

A utilização do biofeedback de EMGs na prática clínica apresenta vários benefícios, tanto para o paciente, quanto para o terapeuta:

Para o Paciente:

  • Aumentar a consciência da atividade psicofisiológica, reação e recuperação da estimulação;
  • Aumentar auto-eficácia e confiança na sua capacidade de auto-regulação psicofisiológica;
  • Aprender a usar o relacionamento entre pensamento, comportamento e funcionamento fisiológico;
  • Desenvolver auto-regulação psico-fisiológica geralmente não aprendida sem esta informação, tornando a aprendizagem destes procedimentos mais rápida;
  • Fornecimento de uma terapia não farmacológica, segura e eficaz.

 

Para o Terapeuta:

  • Fonte valorosa de diagnóstico e informação terapêutica;
  • Velocidade e a continuidade com que a informação é fornecida ao terapeuta e ao paciente;
  • Avaliação e documentação de mudanças psico-fisiológicas durante a sessão e o tratamento;
  • Aumentar o interesse e a confiança profissional para promover terapias auto-regulatórias psico-fisiológicas;
  • Quantificar os resultados da atividade muscular;
  • Fornecer ao terapeuta através de gráficos e traçados, a função e disfunção muscular;
  • Calibrar a resposta do paciente mediante a instrução verbal do terapeuta;
  • Observar se o paciente atingiu o objetivo, mediante a visualização gráfica.

 

Esquemático do Biofeedback

O Biofeedback consiste na interação de paciente, terapeuta e equipamento conforme esquemático abaixo:

esquematico_biofeedback_Miotec

Fig. Esquemático de funcionamento do Biofeedback

 

O terapeuta configura o equipamento com o protocolo necessário para a reabilitação do paciente.  O equipamento faz a captação dos sinais biológicos do paciente, enviando o biofeedback visual e sonoro para o paciente e o terapeuta.  O paciente é motivado pelo terapeuta e pelo equipamento.

 

Biofeedback Temáticos

O Biofeedback temático, como o próprio nome já diz, mostra o feedback dos sinais biológicos envolto em um tema mais atraente e lúdico para o paciente.

Fig.  funcionamento de um biofeedback temático – pássaro

O software de biofeedback Biotrainer da Miotec permite a utilização de diversos temas como: Aviãozinho, Asa delta, balão, fada, passarinho, e peixe.

 

Biofeedback com jogos – Gameterapia

Como o próprio nome já diz, essa metodologia diz respeito ao uso de videogame nas sessões fisioterapêuticas.  Essa modalidade apresenta vários benefícios, pois torna a sessão de biofeedback mais dinâmica e menos monótona.

Não tratamos aqui de videogames comuns, mas jogos que são controlados pelos estímulos biológicos registrados pelo equipamento, que fornece um biofeedback imediato que é capaz de interagir com o andamento do jogo.

Infográfico Gameterapia Miotec

Fig. Esquemático de funcionamento da gameterapia com EMG – Biorock

Os Biogames da Miotec apresentam jogos de biofeedback eletromiográfico, onde a atividade elétrica dos músculos comanda a ação dos jogos. O paciente pode se sentir um Astro do Rock acompanhando as notas da guitarra – Biorock ou sentir-se um maquinista no comando de um trem – Biotrain. Pacientes com incontinência urinária tem tido ótimos resultados quando praticam protocolos fisioterapêuticos de forma mais interativa e divertida

 

Realidade Virtual

A realidade virtual assim como a gameterapia fazem parte da Reabilitação Virtual, onde é possível criar um ambiente virtual favorável para treinar as capacidades fisiológicas do paciente tais como: Força muscular, equilíbrio, coordenação intra e extra-muscular, resposta muscular e flexibilidade por exemplo.

Com a realidade virtual é possível criar um ambiente mais imersivo, aumentando a dificuldade para o paciente, pois ele tem uma linha paralela com a realidade, tornando o jogo mais interativo e real.

Utilizando óculos de realidade virtual, o paciente fica totalmente imerso em um ambiente virtual utilizando sensores de biofeedback. O cenário responde aos estímulos biológicos do paciente. Nenhum outro método conhecido contempla tamanha eficiência.

Realidade Virtual Miotec

Fig.  biofeedback com realidade virtual – BioFarm

Um bom exemplo disso, é o jogo “Farm” utilizado com o dispositivo BioMovi da Miotec, onde o paciente fica imerso em um ambiente de uma fazenda. A contração do assoalho pélvico ativa diversos acontecimentos como  a movimentação de cavalo, vôo de pássaros, movimentação de um moinho.  Esse tipo de biofeedback permite uma intereção mais livre de protocolos, permitindo ao paciente experimentar seu próprio corpo enquanto se diverte.

 

Tipos de Biofeedback

Existem vários dispositivos de biofeedback que oferecem diferentes respostas fisiológicas que podem auxiliar tanto paciente, quanto terapeuta neste processo de reabilitação das disfunções do assoalho pélvico, tais como:

  • Biofeedback de Eletromiografia – EMG que faz a captação da atividade elétrica dos músculos em microvolts
  • Biofeedback de força que dá a resposta em Kgf
  • Biofeedback manométrico que dá uma resposta em pressão, em mmHg.
  • Biofeedback de posição que dá a resposta ao movimento através de sensores inerciais ou câmeras especiais.

 

Gostou dos benefícios do uso do biofeedback na terapia pélvica? Ainda ficaram dúvidas? Deixe um comentário!

 

Quer ter um conhecimento mais aprofundado sobre Biofeedback Pélvico?
Inscreva-se gratuitamente nosso workshop clicando no banner abaixo e inicie agora mesmo!
mini-curso-fibe-02

Share on Facebook896Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Miotec - Tecnologia para a vida!

A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos.

Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

20 Comentários

  1. Daniellasays:

    Adorei o conteúdo!!

  2. Dante Benavidessays:

    Gracias por la información, la considero valiosa.
    Soy ginecólogo, atiendo pacientes con problema de piso pelvico, considero la rehabilitaciòn, una herramienta muy importante en el tratamiento de los problemas de disfunciòn de piso pèlvico.
    Desearìa tener informaciòn sobre cursos de rehabilitaciòn
    Gracias
    Dr. Dante Benavides

  3. Heliana Graças de Oliveira Medeirossays:

    muito esclarecedor. Conteúdo bem explicado. Parabéns!Gostei!

  4. Edinéia Vazsays:

    Obrigada Túlio,
    Sempre aprendo algo novo com suas informações atuais. E conhecer as novidades tecnológicas que a Miotec nos oferece para melhoria de nosso trabalho é maravilhoso. Obrigada.

    • miotecsays:

      Obrigado Edinéia! Que bom que você está gostando dos posts! Abraço!

  5. priscila alves gomessays:

    Mto Bom!!
    A equipe da Miotec como sempre de parabéns para assistência e informação para nós profissionais.

  6. Lusicleide Sousasays:

    Gostei desse conteúdo, muito bem explicado…obrigada!

  7. Márcia buenosays:

    Ótimo conteúdo parabéns

  8. Marcia mourasays:

    Excelente explicaçao, parabéns Tulio.

  9. Socorro Cunhasays:

    Simplesmente>: Maravilhoso!! Obrigada!!

  10. Obrigado pela referência. Sem dúvidas o pilates pode auxiliar nesta questão também. Abraço.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"