Sistema de gestão para clínica de fisioterapia: os 5 maiores benefícios

Você sabia que a tecnologia pode ajudá-lo a administrar sua clínica de fisioterapia? Muitas pessoas relutam em implantar um sistema de gestão por acreditarem que eles não se aplicam a área médica.

Mas esse conceito está equivocado: um estabelecimento médico pode (e deve) contar com um sistema para ajudar na administração. Inclusive, existem no mercado softwares de gestão de clínicas especializados nesse ramo.

Se você ainda tem dúvidas se isso realmente é necessário, listamos abaixo 5 vantagens que essa tecnologia pode trazer ao seu trabalho. Confira!

1. Acesso fácil ao cadastro de pacientes

Já imaginou se, a cada vez que um paciente ligasse para marcar consulta, você precisasse procurar pela ficha dele em um arquivo físico (ou mesmo virtual)? Pacientes que estão em tratamento então, nem se fala; seria necessário “correr atrás” da ficha a cada atendimento.

Com um software de gestão de clínicas, você pode cadastrar todos os pacientes e, com apenas um clique, já tem acesso aos dados. Além disso, ainda é possível inserir informações de prontuário que serão úteis nos próximos atendimentos.

2. Gestão de horários de consultas

Já aconteceu de, por falha humana, duas consultas serem marcadas para o mesmo horário? Em uma situação como essa, não adianta dizer que a sua secretária é incompetente, pois esse tipo de erro é mais comum do que imaginamos.

A agenda eletrônica chegou para evitar transtornos dessa espécie. Com ela, as consultas podem ser marcadas online pelos pacientes ou mesmo pelos funcionários da clínica. A vantagem é que as atualizações ocorrem em tempo real.

Dessa forma, você não corre o risco de ficar com a agenda atrasada o dia todo por conta de pequenas falhas. E ainda conta com mecanismos automáticos que enviam mensagens aos pacientes para lembrar da consulta, diminuindo o índice de faltas.

3. Controle de fluxo de caixa

Você tem controle sobre o dinheiro que entra e sai da sua clínica? Não estamos falando sobre a confiança em sua equipe, mas sim em otimizar a gestão.

Um software de gestão de clínicas é capaz de gerir o seu fluxo de caixa de forma eficiente e precisa. Basta não se esquecer de fazer os lançamentos de despesas e receitas. Com um sistema de módulos integrados, vai ser mais fácil do que você imagina.

4. Gestão de estoque

Muitas clínicas acabam gastando mais que o necessário com materiais por não terem controle do que têm disponível no estoque. A falta de controle de estoque é a causa de compras em duplicidade e desperdícios.

Com um sistema, você lança os itens assim que os adquire e vai baixando conforme o consumo. Dessa forma, sempre que precisar de algo, você vai consultá-lo para ver se ainda há material disponível. Conclusão: comprará somente quando necessário.

5. Segurança da informação

Os dados armazenados nesse tipo de software normalmente são criptografados e contam com backup periódico. Dessa forma, você não precisa se preocupar em perdê-los.

Arquivos físicos ou mesmo gravados em um computador podem sofrer danos irreversíveis, enquanto esses softwares os mantêm totalmente protegidos. E ninguém mais, além de você e sua equipe, terá acesso a eles. O sigilo é outra vantagem!

Se você gostou das nossas dicas para informatizar a gestão de sua clínica de fisioterapia, deixe seu comentário no post e compartilhe suas experiências e dúvidas!

Autor: iClinic

O iClinic é o sistema de gestão online ideal para sua clínica ou consultório médico. Com o sistema você tem acesso a várias ferramentas, como agenda online, prontuário e prescrição eletrônicos, envio automatizado de lembretes para pacientes e controle financeiro da clínica.

Equipamentos tecnológicos: como eles melhoram a terapia?

Os equipamentos tecnológicos têm revolucionado diversas áreas da saúde, como a medicina, a fisioterapia, a terapia esportiva e a fonoaudiologia. Isso porque ainda que os métodos tradicionais sejam eficientes, eles não atendem plenamente às diferentes necessidades das pessoas. Se a sociedade mudou, o mercado precisa acompanhar essas transformações.

Neste texto explicamos as motivações e aplicações mais frequentes da tecnologia nas mais variadas terapias. Confira!

Como esses equipamentos tecnológicos podem ser usados?

É cada vez mais comum o uso de tecnologia em diversos tratamentos, nas mais diferentes áreas da saúde. Na fisioterapia eles são usados para a recuperação de acidentados e pessoas com perda total ou parcial dos movimentos devido a doenças degenerativas.

Os atletas são beneficiados não só em casos de fraturas e lesões, como para recuperar a musculatura após os treinos ou disputas. Os equipamentos também são usados de forma preventiva, evitando o desgaste físico nas competições.

Os softwares, aplicativos e dispositivos ainda estão presentes:

  • em tratamentos para reabilitação da fala e da audição;

  • como auxiliar na melhoria da deglutição;

  • no diagnóstico de doenças graves e crônicas;

  • na terapia de doenças mentais;

  • como coadjuvantes nos tratamentos de câncer.

Quais os tipos de equipamentos mais comuns atualmente?

Os equipamentos utilizados dependem muito da aplicação e da área de cada tratamento. Na fisioterapia, por exemplo, está sendo muito usada a gameterapia. Esse tipo de tratamento usa jogos eletrônicos na reabilitação física de pacientes com dificuldades motoras. Ele ajuda na melhora dos movimentos e na reconquista do equilíbrio e a estimular a atividade cerebral, sendo especialmente eficaz em pacientes com a Doença de Parkinson.

Também são usados softwares de realidade virtual e realidade aumentada, aplicados na musicoterapia. Com o apoio da música e dos sons, o tratamento estimula as funções motoras e cerebrais, sendo muito recomendado para crianças com paralisia cerebral.

Na fonoaudiologia, aplicativos ajudam na correção de disfunções da fala e a aumentar o vocabulário das crianças. No entanto, esse tipo de tecnologia ainda é escassa no Brasil.

Por outro lado, já é bem recorrente a utilização da radiologia nos tratamentos oncológicos e de outras doenças. Nesses casos, a eficiência pode ser aumentada se combinadas a diagnósticos mais precisos alcançados por meio de softwares e equipamentos modernos.

Bons avanços também podem ser encontrados na área da recuperação esportiva. A eletromiografia e o biofeedback eletromiográfico são tecnologias que estão ganhando espaço cada vez mais.

Por que cada vez mais se usa tecnologia na saúde?

Muitas vezes, o paciente em recuperação se encontram bastante debilitados e desmotivados. Esse é o caso, principalmente, de crianças e idosos com doenças graves e até terminais. Assim, a tecnologia não só aumenta a eficiência e a rapidez das terapias, como geram mais engajamento.

Ao se depararem com formas mais criativas de tratamento, os pacientes se sentem mais valorizados e motivados, com maior esperança de melhora. É bom lembrar que o fator emocional pode ser decisivo para o resultado. Nesse sentido, os equipamentos tecnológicos agregam mais qualidade aos métodos tradicionais.

A tecnologia pode fazer muito mais pela área da saúde. Veja como ela pode ser utilizada na valorização do trabalho.

banner-de-ebooks-tecnologia-na-area-da-fisioterapia-1

Confira 4 dicas para melhorar o atendimento na sua clínica

O que você tem feito para ter mais pacientes? Oferecer eficiência técnica pode não ser suficiente para conquistá-los e fidelizá-los, mas como melhorar o atendimento e deixar as pessoas mais satisfeitas?

Essa não é uma tarefa muito fácil. É preciso investir em infraestrutura, tecnologia e, principalmente, em capital humano. Para ajudar, separamos quatro dicas básicas que podem contribuir para o atendimento da sua clínica. Confira!

1. Invista no treinamento dos colaboradores

Ter uma equipe bem preparada é o primeiro passo para o sucesso de qualquer negócio. Entretanto, na área da saúde isso ganha um significado especial, tendo em vista a complexidade dos serviços e o momento delicado e de fragilidade que as pessoas estão vivendo.

Assim, é necessário organizar e agilizar processos, melhorar a cultura interna e preparar a equipe para diversas situações. Contudo, o mais importante é ter uma conversa bem franca sobre os valores da clínica e o que é esperado de cada colaborador.

2. Personalize o atendimento aos pacientes

Mesmo que você modernize todos os processos e a infraestrutura, nada substitui um atendimento de qualidade. Para isso, é preciso tratar cada paciente como alguém especial e com características próprias.

Nesse sentido, é preciso saber ouvir cada um, entender as suas necessidades e prestar atenção aos mínimos detalhes. Um atendimento humanizado e personalizado pode ser o grande diferencial de atração e retenção de pacientes.

3. Modernize o agendamento de consultas

É uma medida até bem simples, mas que faz muita diferença. Uma reclamação recorrente dos pacientes de qualquer especialidade na área da saúde é a dificuldade em marcar ou cancelar consultas.

Esse problema pode ser facilmente resolvido com um software para agendamento e cancelamento de consultas. Com ele, as pessoas podem fazer essas ações on-line sem a necessidade de um colaborador dedicado a isso.

A sua agenda também é organizada de maneira automática. Ou seja, quando alguém desmarcar uma consulta, o horário ficará liberado para outra pessoa de imediato. A ferramenta também envia lembretes de consulta via celular ou por e-mail, o que também ajuda a melhorar a relação com os pacientes.

4. Melhore a infraestrutura da clínica

Nem é preciso investir tanto para melhorar a infraestrutura. Pense que uma recepção ou sala de espera mais bonita ou alegre já provoca um efeito e tanto na impressão que as pessoas podem ter da sua clínica.

No entanto, se for possível, invista em novos móveis e equipamentos, software de gestão e de diagnóstico. Esses e outros detalhes não só melhoram a eficiência, como demonstram o quanto a sua clínica está disposta a oferecer o melhor serviço aos pacientes.

É claro que estas dicas são apenas alguns apontamentos gerais de como melhorar o atendimento. Para que essas e outras ações sejam efetivas, é fundamental conhecer os aspectos da sua clínica, bem como todos os seus potenciais. O seu empenho pode valer a satisfação dos seus pacientes.

Gostou do post? Quer saber mais sobre como ter melhores resultados no seu consultório ou sua clínica? Siga-nos no Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram e Youtube e veja mais conteúdos como este.

Inspire-se: Começando o ano com o pé direito

Olá, tudo bem?

Espero que 2018 tenha começado com o pé direito para você! Que seja um ano cheio de realizações. Nós, da MIOTEC, queremos te ajudar com a parte que envolve o seu sucesso profissional, e é sobre isso que vamos falar hoje.

Profissionais da fisioterapia vêm lutando há anos por uma valorização na área de saúde e, felizmente, ganha mais respeito a cada ano.

Mas garantir que isso vá continuar acontecendo depende de você, que oferece serviços na área.

Começando o ano com o pé direito

Pensando na importância dessa reflexão, escrevemos um artigo sobre como se tornar um fisioterapeuta mais respeitado, tanto pelos pacientes quanto por outros profissionais.

Acesse-o através do link abaixo:

FISIOTERAPIA: COMO SE TORNAR MAIS RESPEITADO PELO MERCADO E PELO PÚBLICO

 

Gostou deste post e de nossas dicas ?

Assine nossa Newsletter e receber a próxima edição em primeira mão por e-mail, basta preencher seus dados após clicar no banner abaixo:

Abraços,

-- 
Tulio Arrial
Coordenador de Contas
Tel: (51) 3061.1111 ou (51) 3227.0023

Você sabe por que investir no Vert 3D?

O Vert 3D é um scanner postural da coluna que utiliza a tecnologia 3D de ponta para fazer um exame quantitativo bastante preciso, oferecendo inúmeros benefícios para as clínicas de reabilitação física e seus pacientes.

Entretanto, alguns gestores ainda questionam a utilidade e as vantagens deste tipo de aparelho, sobretudo devido ao desconhecimento sobre seu funcionamento e ao receio de investir em inovação.

Saiba agora quais são as funcionalidades do Vert 3D e porque sua clínica deve fazer dele um diferencial no cuidado diário com os pacientes, aproveitando todos os ganhos relacionados à inovação tecnológica. Confira e esclareça todas as suas dúvidas!

Por que investir em inovação?

Em tempos de grande insegurança econômica e política, o investimento em inovação tornou-se um imperativo de peso para as empresas dos mais diversos segmentos. Com as clínicas de reabilitação física e demais instituições de saúde não seria diferente.

Sendo assim, a automação é um fenômeno cada vez mais presente no dia a dia de consultórios e hospitais, otimizando a realização de procedimentos clínicos e gerenciais, o que traz vantagens tanto para os profissionais quanto para seus pacientes.

O emprego qualificado da tecnologia permite a melhora no atendimento desde a recepção até o pós-consulta, agiliza a realização dos procedimentos e auxilia no acompanhamento do estado de saúde e na prevenção de complicações e enfermidades.

No entanto, um dos aspectos mais positivos da inovação tecnológica na área de saúde é a possibilidade de diagnósticos mais precisos, sendo que o scanner postural da coluna Vert 3D é um dos maiores exemplos dessa realidade, como você entenderá a seguir.

Vert 3D – o que é?

O Vert 3D é o equipamento apropriado para realização de um exame quantitativo da coluna por meio da sua medição topográfica tridimensional, de forma não invasiva e sem exposição a qualquer tipo de radiação.

Trata-se de um sistema computadorizado, desenvolvido com base em tecnologia de ponta, que permite a análise funcional da região, com foco em relevo, inclinação, curvatura e simetria de todos os segmentos cervicais, torácicos e lombares.

Dessa forma, o Vert 3D é um scanner postural 3D da coluna destinado à avaliação diagnóstica e ao acompanhamento clínico de indivíduos com disfunções como:

  • escoliose;
  • lombalgia;
  • lombociatalgia;
  • artrose e outras disfunções da região dorsal.

 

 

Tudo isso é possível graças à utilização de projeções de luz estruturada sobre as costas do paciente avaliado, como explicaremos a seguir.

Como o Vert 3D funciona?

O funcionamento do Vert 3D é baseado no conceito de estereografia por luz estruturada, uma tecnologia recentemente desenvolvida na área da medicina diagnóstica, a qual proporciona o máximo conforto ao paciente.

O indivíduo examinado recebe uma projeção de luz sobre toda a região dorsal, que deve estar desnudada, gerando imagens que são captadas por uma câmera especialmente posicionada para permitir a formação do desenho tridimensional da coluna.

Para garantir a eficiência na emissão dos dados que geram a imagem, são utilizados adesivos marcadores sobre a pele do paciente, posicionados em proeminências ósseas identificadas por meio da palpação.

O software do scanner postural 3D da coluna é constituído de três módulos operacionais que garantem a continuidade e a sincronicidade entre todas as etapas do exame:

  • o módulo óptico, que é composto pelo projetor e pela câmera e faz a emissão da luz estruturada e a captação das imagens tridimensionais;
  • o módulo computacional, responsável pelos cálculos e pela análise matemática de medidas, curvaturas e ângulos, apontando assimetrias;
  • o módulo de interpretação, que é formado pela interface visual do programa e disponibiliza as informações coletadas no monitor para visualização, registro e análise clínica.

Dessa forma, os resultados do exame tridimensional da coluna são apresentados em um modelo que pode ser girado em todas as direções, com ajuda de tabelas, gráficos e mapas de cor que facilitam a identificação dos contornos e relevos da região dorsal, bem como de deformidades e desvios posturais.

Software Vert 3D

Ao final do processo, é emitido um laudo impresso completo, com todas as informações importantes para orientar a reabilitação e o acompanhamento da evolução clínica do paciente. Essa, na verdade, é uma das vantagens do Vert 3D, sobre as quais falaremos agora.

Relatório do Vert 3D

Quais são os benefícios do Vert 3D?

O scanner postural 3D da coluna é um aparelho projetado a partir da evolução da medicina baseada em evidência, conceito que reconhece a importância dos dados quantitativos para o diagnóstico e o tratamento dos pacientes.

Assim, as clínicas de reabilitação física que investem no Vert 3D assumem um posicionamento de vanguarda no mercado da saúde, oferecendo o que há de mais avançado em termos de eficácia no acompanhamento clínico.

Outro benefício para as clínicas é a relação custo-benefício do investimento. Comparativamente ao equipamento similar (disponível somente na Alemanha), o Vert 3D tem custo cerca de três vezes menor, com a mesma qualidade em todas os aspectos do seu uso.

Os profissionais, por sua vez, contam com o suporte de um exame quantitativo altamente preciso, cujo resultado permite a comparação entre os diferentes estágios da intervenção clínica, uma vez que o histórico de cada paciente fica armazenado em um banco de dados exclusivo.

Para os pacientes, a vantagem está na eliminação da necessidade do uso de contrastes ou de radiação para realização do exame, além da ausência de qualquer desconforto durante o todo o procedimento.

Agora que você já sabe o que é scanner postural 3D da coluna e quais as vantagens do seu uso, saiba como a sua clínica pode encontrar o Vert 3D, na última seção do nosso artigo.

Como investir no Vert 3D?

Os gestores que desejam otimizar os resultados da sua clínica de fisioterapia devem partir de um bom plano de negócios, com foco na análise de todos os ganhos possíveis a partir do investimento em tecnologia e inovação.

A Miotec é a empresa brasileira detentora da patente de desenvolvimento do scanner postural 3D da coluna, com disponibilidade para atender todas as clínicas de reabilitação interessadas em adquirir o equipamento.

Na atualidade, instituições localizadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia já contam com o Vert 3D, sendo que existe uma cláusula contratual que prevê a exclusividade do produto em um raio de 400 mil habitantes.

Chegando ao final do nosso artigo, é importante lembrar que o Vert 3D não substitui a radiografia ou a ressonância magnética. Os três tipos de exames são complementares e devem ser utilizados para embasar as decisões dos médicos, fisioterapeutas e demais profissionais responsáveis pelo tratamento.

Conheça melhor o scanner postural 3D da coluna e todas as suas funcionalidades acessando a página da Miotec agora mesmo!

Eventos de fisioterapia que você precisar ir em 2019

No decorrer de 2019, diversos eventos voltados para a área de fisioterapia serão realizados no Brasil. Ideais para conhecer as novas técnicas e pesquisas, além de aprofundar os aprendizados no campo da medicina. Estes eventos de fisioterapia são responsáveis por reunir profissionais de todo o país e renomados fisioterapeutas internacionais.

No calendário estão marcados importantes congressos, palestras e simpósios, considerados indispensáveis para a carreira de qualquer fisioterapeuta. Por isso, marcar presença é essencial para o profissional adquirir mais conhecimento e troca de experiências.

Neste ano, dividimos os eventos em 2 categorias: Fisioterapia Geral e Fisioterapia Pélvica.  Gostaria de conhecer quais eventos de fisioterapia já estão confirmados para 2019? Então organize sua agenda e confira as datas!

Eventos de Fisioterapia 2019

VIII Congresso Internacional de Osteopatia (CIOST)

A 8ª edição do Congresso Internacional de Osteopatia acontecerá entre os dias 30 de maio a 02 de junho, no Centro de Convenções Expo Dom Pedro – Campinas/SP.

Este congresso traz o que há de mais novo e atual no cenário mundial da osteopatia com um time de palestrantes nacionais e internacionais de peso. No CIOST deste ano, ocorrerá também o 1º Simpósio de Terapia Manual, debatendo temas relacionados a Neurociência da Dor. Acessar site do congresso.

 

11º Congresso Internacional de Fisioterapia

Organizado pela Sociedade Brasileira de Fisioterapia, esse evento terá o prazer de reunir conferencistas internacionais e nacionais que compartilharão seus conhecimentos atuais sobre a aplicabilidade clínica, destinado a acadêmicos, docentes, profissionais e todos os pesquisadores do campo da fisioterapia em geral.

O 11º Congresso Internacional de Fisioterapia ocorrerá no FIESTA BAHIA HOTEL, na Av. Antônio Carlos Magalhães, 741, Itaigara – Salvador – Bahia

de 19 a 22 de setembro de 2019. As inscrições podem ser realizadas no site do evento.

 

Congresso Internacional e Nacional | Sonafe Brasil 2019

O IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física acontecerá em Fortaleza (CE) nos dias 23 a 26 de Outubro de 2019.

Segundo Albino Luciano Abreu Pereira, presidente do Congresso, é uma oportunidade única para aprendizado e troca de conhecimentos com os maiores nomes nacionais e internacionais da Fisioterapia Esportiva. Veja o Site do evento.

Eventos de Fisioterapia Pélvica 2019

7º Congresso Internacional Inspirar de Fisioterapia Pélvica –  UROGINECOLOGIA FUNCIONAL juntamente com o 7º Congresso Internacional da ABFP

Considerado o evento mais relevante no cenário nacional da área, ocorrerá em Curitiba – PR nos dias 2 a 5 de maio de 2019

Neste ano, o evento terá como tema uma visão integral da pélvis e suas disfunções, contemplando diversos assuntos como as disfunções anorretais, as disfunções neurológicas, os prolapsos, disfunções sexuais e miccionais em homens, mulheres e crianças, com um  programa vasto com profissionais nacionais e internacionais.

Detalhes do congresso podem ser acessados no site oficial.

Já organizou sua agenda para participar desses eventos de fisioterapia? Então compartilhe este artigo nas redes sociais e ajude outros profissionais da área a conhecerem também!  Caso seu evento preferido não esteja aqui, entre em contato informando os dados.

Como montar uma clínica completa? Veja agora!

Os altos índices de desemprego enfrentados pelo país nos últimos anos preocupam aqueles que querem se inserir no mercado de trabalho. Para os profissionais da saúde que desejam ter mais autonomia e melhores resultados, montar uma clínica pode ser uma excelente escolha.

As especializações, deficiência dos serviços públicos de saúde e os avanços tecnológicos têm criado excelentes oportunidades para o setor. Interessado em ter seu próprio negócio? Trouxemos um texto para auxiliar na montagem da sua clínica. Acompanhe!

Defina a localização e estrutura

Para escolher a localização ideal, você deve, antes de mais nada, realizar uma pesquisa sobre todas as características da região. O local onde a clínica funcionará está diretamente ligado ao público-alvo; por isso, merece atenção.

Fatores como a renda da população local, hábitos dos possíveis pacientes e até mesmo os problemas de saúde mais comuns naquela área são importantes para definir a escolha. Se você pretende atender pacientes com um poder aquisitivo mais alto, por exemplo, o ideal é que o consultório esteja localizado em um bairro nobre.

Caso seja possível, dê sempre preferência aos imóveis maiores. Um espaço para a criação de uma copa, sala para administração e um pequeno depósito ajudam a tornar o ambiente mais dinâmico e organizado. Não se esqueça de que o local deve ter fácil acesso, permitindo a vinda de pacientes de diversas localidades. Ter estacionamento disponível também dará mais comodidade aos seus pacientes.

Providencie a documentação necessária

Não adianta estar com a clínica bem localizada, decorada e funcionários contratados se o profissional não estiver com o seu consultório legalizado. O primeiro passo é providenciar a regulamentação de acordo com a Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa).

Antes de tomar outras providências, você deve conhecer o guia de Boas Práticas de Funcionamento para os Serviços de Saúde. Esse manual enumera as diretrizes para segurança dos pacientes, gestão de qualidade e do pessoal, normas para prontuários e as condições organizacionais. Além disso, a Anvisa dispõe da resolução 50, que estabelece o que deve ser seguido no projeto físico da clínica, desde o seu planejamento até a programação.

Em seguida, é necessário fazer o Cadastro Estadual de Vigilância Sanitária e tirar a Licença de Funcionamento da Prefeitura. Por fim, a clínica deve estar de acordo com o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico para ser aprovada no Corpo de Bombeiros.

Invista em tecnologia para montar uma clínica

Uma atitude muito importante ao montar uma clínica é investir em tecnologia para modernizar e agilizar o atendimento.

Com o avanço tecnológico, os exames têm se tornado mais seguros e precisos. Atualmente, existem no mercado diversos sistemas que identificam as patologias com exatidão e direcionam para o tratamento adequado. Com isso, é possível prevenir doenças e que o problema do paciente se agrave. Outro benefício importante oriundo dessa modernização clínica foi a redução de exames invasivos e desnecessários.

Softwares de gestão também são muito úteis para otimizar o atendimento. O ideal é que seja escolhido um que atenda todas as necessidades de uma clínica, como gerenciamento de consultas, cadastro de prontuários e pacientes, dentre outros procedimentos. É importante também que o sistema tenha a opção de gerenciamento financeiro. Com essa ferramenta, você terá um controle maior dos seus gastos e receitas, além de gerar relatórios financeiros.

Contrate a equipe

Antes abrir as portas da sua clínica, é preciso contratar os profissionais necessários. Sendo assim, avalie e faça uma lista com os funcionários que precisa para começar.

Uma secretária, sem dúvida, deve estar nessa lista, uma vez que ela será fundamental para organizar o funcionamento da clínica. Como profissionais da saúde costumam trabalhar em outros locais além do consultório, é preciso ter uma pessoa para atender os pacientes. É a secretária que atenderá telefonemas, confirmará consultas e esclarecerá dúvidas.

É preciso, ainda, contratar os profissionais de saúde que vão compor sua equipe multidisciplinar e os trabalhadores de apoio, que farão serviços de limpeza, cozinha e manutenção. Vale ressaltar que todos os funcionários devem ser registrados conforme determina a lei.

Gostou de aprender como montar uma clínica? Então, continue a visita em nosso blog e leia o texto “Tecnologia na área da saúde: como ela pode ajudar uma clínica?” para saber mais sobre o assunto!

Monitoramento remoto de pacientes: por que investir na área

Estamos na era da tecnologia e ela oferece diversas formas de melhorar o nosso dia a dia — e, principalmente, a nossa saúde. Muitos foram os avanços tecnológicos para a medicina; não apenas na criação de medicamentos e novos aparelhos para exames, mas também no atendimento e acompanhamento dos pacientes. Uma dessas inovações é o monitoramento remoto de pacientes.

No post de hoje, vamos explicar o motivo para investir nesse monitoramento, explicando suas vantagens e em que a tecnologia consiste. Ficou interessada? Então, acompanhe!

O que é monitoramento remoto de pacientes (RPM)?

A sigla RPM vem do inglês para Remote Patient Monitoring, mas, em bom português, significa monitoramento remoto de pacientes e permite que indivíduos com doenças crônicas sejam acompanhados a todo momento pelos médicos responsáveis.

Além de ter um baixo custo, outra vantagem é o fato de reduzir o número de hospitalizações. Assim, os portadores de hipertensão, diabetes e outras patologias conseguem ter uma melhor qualidade de vida.

Para que ocorra o monitoramento, os pacientes precisam utilizar um tipo de pulseira ou qualquer outro dispositivo tecnológico que se encaixa como uma peça de vestuário. Ela fica o tempo todo conectada à internet e, assim, consegue transmitir dados importantes do paciente para o sistema em tempo real.

Dessa forma, qualquer sinal vital que saia do parâmetro normal é enviado como alerta para a equipe de saúde responsável por aquela pessoa. Vários sinais já podem ser monitorados:

  • glicose;
  • índice de oxigenação;
  • batimentos cardíacos;
  • ​pressão arterial.

Esses são os sinais mais básicos. Há outros com tecnologia mais avançada que conseguem medir outros sinais importantes.

Quais as vantagens?

1. Maior economia

É simples pensar que monitorar o paciente e agir de forma preventiva consegue economizar uma série de recursos e tempo dos profissionais de saúde para a clínica.

Quando alguém tem um ataque cardíaco, por exemplo, é necessário utilizar um atendimento de urgência e aplicar diversas drogas. Após isso, o paciente precisará ficar hospitalizado, consumindo recursos do local e a atenção dos profissionais que poderia estar voltada para outras pessoas em estados mais graves — ou mesmo atuando de forma interna, melhorando o atendimento e o fluxo de pacientes.

Com o monitoramento remoto fica muito mais fácil de evitar esse tipo de situação. Por exemplo, se a pressão arterial do indivíduo começa a sair do padrão e vai para números perigosos, rapidamente a equipe de saúde recebe o alerta e, assim, o médico pode intervir antes que o pior aconteça. Isso pode ser feito na própria residência da pessoa, por exemplo.

2. Qualidade de vida

É muito mais cômodo para o paciente ser atendido em sua própria casa e não devemos levar em consideração apenas isso. Ele se sentirá confortável emocionalmente, o que refletirá positivamente na sua saúde naquele momento. Portanto, o atendimento domiciliar é uma tendência para os próximos anos e beneficia os dois lados da moeda.

3. Consumo de medicamentos controlado

Esse talvez seja um dos maiores problemas que os médicos enfrentam em relação aos pacientes. Muitos não consomem na hora correta — ou mesmo passam dias sem tomá-los — e só usam quando sentem que alguma coisa não vai bem. Além disso, muitos não monitoram quando a medicação está perto de acabar e passam alguns dias sem consumi-la antes de adquirir uma nova caixa.

Esse tipo de dispositivo é uma excelente forma de lembrar esses horários e evitar que o paciente adoeça. Ele também oferece um alerta para a equipe de saúde, informando que o medicamento já está perto do fim.

Percebeu como o monitoramento remoto de pacientes guarda inúmeras vantagens? Compartilhe-as nas redes sociais e mostre as novidades do mercado!

banner-de-ebooks-tecnologia-na-area-da-fisioterapia-1

Inspire-se: A principal aposta para sua clínica é..

Bom, o ano está praticamente encerrado.

Mas isso não significa que é hora de parar; para deslanchar sua clínica em 2018, agora é a hora para ficar completamente em dia com as novidades do mercado e as apostas para ter sucesso em Fisioterapia.

Neste cenário, o uso inteligente da tecnologia é a grande aposta para quem quer ter uma clínica diferenciada e cheia de pacientes.

Por isso, os artigos que trouxe hoje falam sobre algumas das oportunidades de inovação trazidas pela tecnologia que você pode usar o quanto antes. 

Principal aposta para sua clínica

Gostou deste post e de nossas dicas ?

Assine nossa Newsletter e receber a próxima edição em primeira mão por e-mail, basta preencher seus dados após clicar no banner abaixo:

Abraços,

-- 
Tulio Arrial
Coordenador de Contas
Tel: (51) 3061.1111 ou (51) 3227.0023

Como se tornar mais respeitado por profissionais da saúde e pacientes

Anos atrás a fisioterapia era considerada uma forma de massagem. Hoje, ela é vista como uma das principais aliadas do tratamento e da prevenção de lesões. Apesar disso, a área focada em reabilitação ainda não é tão valorizada por pacientes e outros profissionais da saúde. 

Isso pode ser explicado por uma série de razões. Uma delas é que o fisioterapeuta atende pacientes com problemas que, muitas vezes, não têm 100% de cura. Isso faz com que muitas pessoas não entendam a importância da profissão e desistam dos procedimentos.

Por isso, quem deseja se destacar deve buscar soluções que, de fato, melhorem a qualidade de vida do paciente e os incentive a continuar com o tratamento. Desse modo, a valorização virá automaticamente. 

Quer saber que soluções são essas? Então, confira as dicas que separamos para você!

Humanize o seu atendimento

Os profissionais da saúde que desejam atrair mais pacientes devem promover um atendimento humanizado dentro do consultório — e com o fisioterapeuta não seria diferente. 

Por isso, tente enxergar a pessoa que está com dores musculares como um todo. Escute-a com atenção, não a interrompa (só quando estritamente necessário) e não a faça esperar tempo demais para ser atendida. 

Além disso, tenha em mente que a fisioterapia é uma área desgastante (física e emocionalmente). Assim, nada de pensar que consegue atender 10 pessoas por dia, por exemplo. Prefira um número menor de sessões para se dedicar a fundo a cada caso.

Fique atento às novidades

Imagine a seguinte situação: um paciente — ou até mesmo um médico — chega ao seu consultório e pergunta se você utiliza o robô InMotion durante as suas sessões. Se você não souber nem do que se trata, certamente não passará credibilidade alguma. 

Portanto, é preciso sempre estar atento a todas as novidades que envolvem a sua área. Para isso, você pode participar de feiras e workshops, por exemplo. No entanto, não basta comparecer a esses eventos só por status. É preciso aproveitar ao máximo o que eles têm para oferecer, ok?

Uma das novidades mais recentes é o uso da robótica nos centros especializados em reabilitação. Máquinas de altíssima tecnologia conseguem ajudar indivíduos com problemas de locomoção. Por meio de sofisticados sensores, elas detectam os movimentos do paciente e orientam quando uma ação está sendo feita de forma incorreta.

Invista em gameterapia

gameterapia é outra novidade tecnológica que não pode ficar de fora do seu consultório. Como o próprio nome diz, trata-se da utilização de videogames, com sensores de movimentos, em sessões fisioterapêuticas, ortopédicas e neurológicas. 

Desse modo, o paciente é acomodado em equipamentos especiais que controlam todos os seus movimentos (que são supervisionados pelo profissional da saúde). Feito isso, ele precisa realizar determinada ação de um jogo — desviar de uma chuva de asteroide, jogar uma bola de tênis etc. — utilizando um agrupamento muscular preestabelecido. 

E como isso pode ajudar a me ser um profissional mais valorizado?

Bom, o fisioterapeuta que utiliza a gameterapia torna as suas sessões muito mais dinâmicas, divertidas e prazerosas. Como consequência, o paciente é estimulado a realizar os movimentos propostos da melhor forma possível — afinal, os jogos têm pontuações e fases —, o que faz com que os resultados apareçam mais rapidamente. 

Além disso, se você é um profissional inovador (e atento às novidades) a tendência é que os médicos te valorizem e, consequentemente, recomendem os seus serviços. 

E aí, gostou do nosso artigo? Tem outra dica para aumentar a credibilidade perante pacientes e profissionais da saúde? Então, escreva nos comentários agora mesmo!