Conecte-se

    [/vt_socials]
    É errado ou antiético vender insumos ao meu paciente?

    É errado ou antiético vender insumos ao meu paciente?

    Descubra se é certo ou errado vender insumos para o seu paciente

    Por Fabiano Ergoni, diretor-executivo da Miotec

    Você já pensou em vender insumos produtos para os seus pacientes? Pois bem, independentemente da resposta, queria chamar a atenção para um detalhe: hoje vivemos num mundo rodeado por certo ou errado, pelo politicamente correto e pelas opiniões divergentes, não é mesmo?

    Só tem uma coisa que todo mundo acaba esquecendo: Nós vivemos em uma roda viva, onde sempre tem alguém oferecendo algo e outra pessoa querendo receber algo. Não é diferente no âmbito da saúde, onde temos os fisioterapeutas oferecendo seus tratamentos e os pacientes, necessitando serem tratados.

    Cada profissional segue uma linha de raciocínio, e os pacientes buscam o melhor serviço possível.

    Esses dias fui na minha dentista e, ao ir embora, ela me ofereceu uma escova de dentes. Como paciente, eu fiquei surpreso e feliz ao mesmo tempo, porque em outras dentistas eu nunca recebi nada além de um “vamos agendar sua próxima consulta?”

    Vocês percebem que todas as vezes que vou escovar meus dentes, eu acabo me conectando à minha dentista, de alguma forma? Pois então, esse “simples” gesto mudou muitas percepções. Afinal, de alguma maneira estou cuidando da minha saúde bucal em casa usando algo fornecido pela dentista.

    Agora vem a pergunta: Vocês acham que essa escova foi gratuita? Claro que não!

    Na realidade, o preço da escova já está embutido no valor da sessão, e eu nem percebi. A minha percepção de valor foi muito maior do que o próprio custo dessa escova.

    Vender insumos na fisioterapia

    É importante que o fisioterapeuta tenha essa mesma percepção quanto ao vender insumos. Se existem insumos que podem ser agregados à sessão e que podem ser utilizados em domicílio, isso mantém o paciente conectado ao tratamento, mesmo estando fisicamente distante.

    Existem assim duas formas de ver isso: pelo valor intangível percebido pelo paciente, e pelo valor tangível, que é buscar algum lucro na revenda desse produto, acrescentado um adicional ao pacote de atendimentos.

    Hoje em dia, precisamos entender que além de um profissional de saúde, o fisioterapeuta também é empresário, e precisa como tal estar faturando. Seja pelo custo vinculado ao atendimento, ou pela revenda de insumos, a atividade tem o objetivo de permitir ao fisioterapeuta sempre estar investindo e ter o melhor atendimento possível, sendo cada vez mais lembrado como referência na área.

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    ×