Qual o impacto da produção científica na prática clínica?

Desde a década de 1990, o Brasil vê crescer sua produção científica e tem subido no ranking dos países que mais fazem publicações científicas. Esses artigos são uma forma de registrar descobertas e avanços na área da saúde e colaboram expressivamente para a prática clínica.

Isso porque tornam acessíveis informações que podem fazer diferença no atendimento. Além disso, produzem um impacto real na carreira dos médicos pesquisadores e trazem credibilidade e reconhecimento à área de especialização contemplada pelo estudo.

A existência da produção científica permite a atualização de conteúdos e práticas por parte de estudantes e profissionais. Isso faz a pesquisa ser cada vez mais importante como ferramenta aplicada à clínica. Saiba mais sobre esse tema a seguir! Boa leitura!

Amadurecimento das instituições de saúde

A produção científica proporciona o desenvolvimento de competências que auxiliam diretamente o avanço de práticas, conteúdos e procedimentos metodológicos nas instituições de saúde. Dessa forma, com um mecanismo de embasamento, as instituições tornam-se mais amparadas e instrumentalizadas.

Isso pode favorecer tanto o cotidiano como os âmbitos clínico e administrativo, já que as publicações auxiliam as instituições com ferramentas que traduzem o domínio e a experiência no contexto da saúde.

Interação com pesquisadores e outras culturas

Os profissionais da saúde que se tornam pesquisadores têm a chance de conhecer outras instituições científicas para ampliar e aprofundar seus estudos. O contato com outros pesquisadores e outras culturas pode trazer contribuições muito expressivas para a pesquisa e se tornar um diferencial na carreira.

Por meio de bolsas-sanduíche ou programas de pós-graduação fora do país, o profissional consegue estar a par de processos inovadores ou estudos mais avançados sobre diferentes temas. Isso é possível porque cada instituição acadêmica tem linhas específicas de estudo.

Diminuição de erros e falhas na prática clínica

Os artigos científicos produzidos na atualidade são uma ferramenta eficiente na análise crítica de procedimentos empregados na prática clínica. Quando se conhecem as limitações e os benefícios dos processos, os artigos contribuem para a diminuição de erros e falhas.

Ao tornando o conhecimento mais acessível para outros profissionais da saúde, os fatores prós e contras são avaliados mais seriamente. Assim, é possível compartilhar critérios defasados e propor novas abordagens conforme as descobertas aparecem nos artigos.

Aumento do número de pesquisadores na saúde

Em comparação com os países que têm nível socioeconômico equivalente ao do Brasil, as revistas científicas internacionais ainda têm, em sua maioria, pesquisadores da China, da Índia ou da África do Sul.

Produzir uma pesquisa científica, além do apoio à prática clínica, amplia os resultados brasileiros na área acadêmica. Isso significa maior facilidade de obtenção de recursos para outras pesquisas e, consequentemente, melhorias nos processos médicos atingidos pelos estudos.

A produção científica no campo da saúde não fica restrita ao ambiente acadêmico: ao contrário, é muito importante para a prática clínica e os desenvolvimentos na área de estudo. Procure saber quais são as instituições em sua área de interesse para ter acesso aos artigos mais relevantes.

Gostou deste post? Então siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram para acompanhar diariamente as nossas atualizações!

Miotec - Tecnologia para a vida!

A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"