Conecte-se

    [/vt_socials]
    Reabilitação perineal: como a tecnologia (certa!) faz a diferença no tratamento?

    Reabilitação perineal: como a tecnologia (certa!) faz a diferença no tratamento?

    Na reabilitação perineal o uso de equipamentos é indispensável para o sucesso no tratamento do paciente. Leia e entenda! 

    Às vezes, um simples espirro ou tosse já é o suficiente para causar certo constrangimento. Quem convive com alguma disfunção do assoalho pélvico costuma ter diversos impactos emocionais, o que pode afetar tanto a vida pessoal quanto a vida profissional.

    Para termos uma ideia melhor da dimensão desse problema, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a incontinência urinária, por exemplo, afeta a vida de mais de 10 milhões de pessoas no Brasil e aproximadamente 5% das pessoas no mundo.

    Além disso, os escapes de urina são duas vezes mais comuns no público feminino. Cerca de 35% das mulheres — com mais de 40 anos e após a menopausa — e 40% das gestantes apresentam algum grau do distúrbio no assoalho pélvico. 

    A boa notícia é que existe tratamento! E é fundamental que o fisioterapeuta tenha conhecimento sobre como funciona o processo de reabilitação perineal e saiba escolher a tecnologia certa para garantir o sucesso na recuperação do paciente. 

    Por isso, fique atento a esse conteúdo sobre saúde e tecnologia tratados neste artigo!

    Veja também: Lançamento Miotec: a urofluxometria pensada e desenvolvida para fisioterapeutas

    O que é reabilitação perineal?

    Primeiro, é importante entender que a reabilitação perineal é um processo terapêutico para restabelecer o funcionamento adequado do assoalho pélvico. Ou seja, dos órgãos da região baixa do abdômen. O tratamento é indicado nos casos de:

    • incontinência urinária (quando não há controle da bexiga);
    • incontinência fecal (quando não há controle do intestino);
    • prolapso de órgão pélvico (queda ou deslocamento de um órgão);
    • trabalho de pré e pós-parto;
    • fraqueza da musculatura ou após procedimento cirúrgico na região pélvica.

    O assoalho pélvico é diferente de outras regiões do corpo comumente tratadas pelos fisioterapeutas. A grande dificuldade nessa área é isolar o movimento de certos músculos. Além disso, o paciente não consegue visualizar a contração realizada, o que dificulta ainda mais o diagnóstico.

    Dessa forma, em outras palavras, realizar a contração de alguns músculos da região perineal pode ser um desafio (e tanto!) para o paciente, assim como para o fisioterapeuta. Não é mesmo? Mas há uma alternativa simples e eficiente: investir em inovações tecnológicas!

    Mas como a tecnologia certa faz a diferença no tratamento? É o que vamos explicar logo a seguir. Continue a leitura do artigo e descubra!

    Entenda como a tecnologia pode ajudar na reabilitação perineal

    Como citado anteriormente, para o paciente existe um certo grau de dificuldade para a contração dos músculos da região do assoalho pélvico. Muitas pessoas têm desconhecimento sobre essa estrutura do corpo e como é feita a efetiva ativação dos músculos. 

    Por isso, tem se tornado indispensável a utilização de equipamentos que permitam a correta captação de informações do corpo. Pois os exames realizados de forma tradicional, ou seja, sem o auxílio de tecnologias, podem oferecer resultados subjetivos, assim, dificultando o diagnóstico médico. 

    A eletromiografia, por exemplo, oferece ao fisioterapeuta um resultado fidedigno. Esse exame mostra, de fato, o que está acontecendo com o músculo — se ele está (ou não) sendo recrutado. Dessa forma, é possível evitar falsos positivos ocasionados por pressão, em vez de contração. 

    Além disso, o biofeedback facilita a vida do profissional de saúde justamente por fornecer ao paciente informações claras e precisas de sua contração muscular. Se o que está sendo proposto pelo fisioterapeuta está, realmente, sendo feito da forma correta.

    Como já explicamos aqui, por meio dos sinais de eletromiografia e biofeedback é possível analisar o disparo das fibras musculares de forma efetiva, e ensinar o paciente como utilizar corretamente a musculatura de forma a atingir um objetivo.

    Para tanto, a Miotec conta com aparelhos sofisticados e de última geração, como o New Miotool. Equipamento ideal para o profissional que deseja otimizar diagnósticos e as prescrições de tratamento que dependem de uma boa análise de sinais e informações. Saiba mais clicando aqui.

    Conclusão: tecnologia é indispensável!

    A escolha da tecnologia certa faz toda a diferença no tratamento do paciente, sendo um dos fatores determinantes para o sucesso da reabilitação perineal. A Miotec conta com ferramentas específicas para esse fim, como o Previni Unit, Pelvifit Lite e PelviFit Trainer.

    Esses são aparelhos de biofeedback, cada um à sua maneira e função específica. De forma resumida, a Previni Unit é indicada para flexibilidade perineal e a Pelvifit Lite para eletromiografia e eletroestimulação vaginal. Já a PelviFit Trainer é uma sonda para treinamento e fortalecimento do assoalho pélvico. Acompanhe sempre o blog da Miotec e saiba mais!

    Gostou desse conteúdo? Então siga a Miotec nas redes sociais e fique por dentro das inovações do mercado. Você encontra a gente no Facebook, Instagram e LinkedIn.

    Até a próxima!

    Leia também: USB ou Wireless? Saiba qual a conexão ideal para seu New Miotool





      A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.





        Ad
        Ad
        Ad
        Ad

        A Miotec

        Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

        Conecte-se

        ×
        Fechar