Conecte-se

    [/vt_socials]
    Cervicalgia: descubra 5 técnicas de tratamento com fisioterapia!

    Cervicalgia: descubra 5 técnicas de tratamento com fisioterapia!

    • 15 de dezembro de 2020
    • por

    A cervicalgia se caracteriza por dores na coluna cervical, podendo ser provocada por envelhecimento, acidente, contratura muscular, hérnia de disco, torcicolo ou doenças que afetam as articulações, como a artrose. No entanto, alguns dos fatores que mais contribuem para a sua ocorrência estão relacionados aos desvios posturais.

    Nesse sentido, passar muitas horas trabalhando sentado em frente ao computador ou verificar a tela do smartphone com frequência pode gerar estresse na musculatura do pescoço e desencadear diversos problemas na região.

    Veja, a seguir, as cinco principais técnicas utilizadas em fisioterapia para o tratamento da cervicalgia!

    Os tratamentos adotados para cervicalgia

    Há diversos tratamentos para a cervicalgia, podendo ser aplicada uma ou mais técnicas para o mesmo paciente dependendo do quadro que ele apresenta e das causas que levaram às alterações na região do pescoço. A seguir, detalhamos cinco dos principais métodos adotados na fisioterapia.

    1. Eletroterapia

    A eletroterapia utiliza um dispositivo que envia corrente elétrica leve para a área lesionada. Ela pode ser aplicada para diferentes fins, como:

    • alteração dos sinais de dor;
    • estimulação para contrações musculares;
    • promoção da cicatrização dos tecidos;
    • envio de medicamentos para aliviar a dor através da pele (iontoforese).

    O TENS (Neuroestimulação Elétrica Transcutânea) é o método mais utilizado no tratamento de cervicalgia. Ele envia pulsos elétricos para os nervos sensoriais que se localizam abaixo da pele, reduzindo a intensidade da sensação de dor.

    2. Terapias manuais

    As terapias manuais incluem técnicas de manipulação e mobilização articular, além de massagem nos tecidos conectivos. Desse modo, é possível tratar a dor e reduzir a restrição de movimentos causada pela cervicalgia.

    3. Cinesioterapia

    Após a análise muscular feita pelo fisioterapeuta, a cinesioterapia costuma ser a técnica central de tratamento para as dores na região cervical, principalmente as que são provocadas por disfunções musculoesqueléticas.

    Trata-se de um conjunto de exercícios terapêuticos utilizados na reabilitação de diversas condições, visando o fortalecimento e o alongamento dos músculos.

    Essa técnica também pode ser útil para otimizar o estado geral de saúde e prevenir alterações motoras, já que os exercícios terapêuticos aumentam a força e a flexibilidade, favorecendo o relaxamento, a mobilidade e a coordenação motora.

    4. Termoterapia

    A termoterapia utiliza a temperatura fria ou quente de acordo com a necessidade. Nesse sentido, a bolsa de gelo ou compressa fria pode ser aplicada para reduzir a dor e o inchaço. Já a bolsa de calor deve ser aplicada para relaxar os músculos e melhorar o fluxo sanguíneo. Em alguns casos, essas terapias podem ser usadas de maneira alternada dependendo da lesão.

    5. Ultrassom

    A fisioterapia com ultrassom aumenta o fluxo sanguíneo local, melhorando o processo inflamatório, diminuindo o inchaço, as dores e os espasmos musculares. Essa técnica pode ser aplicada por meio de ultrassom contínuo ou pulsátil.

    O ultrassom contínuo emite ondas ininterruptas com efeitos térmicos que alteram o metabolismo e a permeabilidade das células, sendo mais eficaz para o tratamento de lesões e dores crônicas. Já o pulsátil emite ondas com pequenas interrupções, sendo indicado para tratar lesões e dores agudas.

    A importância de manter uma boa postura como prevenção

    Além de ser comum, a cervicalgia costuma voltar mesmo após o tratamento. Por isso, o trabalho do fisioterapeuta vai muito além da reabilitação, sendo fundamental adotar ações para a prevenção, incluindo orientações aos pacientes para melhorar o estilo de vida.

    Nesse sentido, a indicação de exercícios para fortalecer os músculos do tronco é importante, pois eles envolvem grupos musculares que trabalham juntos para apoiar a coluna e contribuir para uma boa postura. Da mesma forma, é fundamental orientar os pacientes a respeito dos cuidados com a ergonomia no trabalho.

    Como mostramos, há várias técnicas de fisioterapia para o tratamento da cervicalgia, que podem ser combinadas entre si para gerar um resultado mais rápido e eficaz. Independentemente do método adotado, é essencial um trabalho de orientação para a prevenção, já que essa condição pode se manifestar outras vezes, principalmente em pessoas sedentárias.

    Gostou deste artigo? Siga as nossas páginas nas redes sociais e acompanhe todas as postagens. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter!

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    No posts available!
    ×