Conecte-se

    [/vt_socials]
    A importância dos EPIs na área da saúde

    A importância dos EPIs na área da saúde

    • 10 de junho de 2020
    • por

    Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde decretou a pandemia pelo novo coronavírus. Devido à nova doença, muitas dinâmicas sociais e econômicas foram modificadas — inclusive dentro dos consultórios de fisioterapia. O contágio iminente e a necessidade de garantir a segurança de pacientes e fisioterapeutas trouxe à tona a importância dos EPIs.

    A sigla se refere aos equipamentos de proteção individual, que são fundamentais em qualquer procedimento na área da saúde. No dia a dia, eles são representados por luvas, máscaras e óculos de proteção. Em situações mais específicas, como no cenário intra-hospitalar, o uso de capotes e luvas estéreis também entra nessa definição.

    Nesse momento, vale questionar se a sua adesão às normas do uso de EPI está adequada — e por que adicionar esses equipamentos à rotina de sua clínica. A seguir, detalharemos melhor a importância e as normas dos EPIs na área da saúde. Confira!

    O que são EPIs?

    A definição de EPI é dada pela Norma Regulamentadora nº 6, redigida especificamente para esses equipamentos. A NR os define como “qualquer equipamento de uso individual, destinado à proteção de riscos que ameacem a segurança no trabalho”.

    Na área da saúde, o profissional está frequentemente exposto a diversos riscos: fluidos corporais, uso de material perfuro-cortante e exposição a possíveis patógenos são incluídos nessa lista. Por esse motivo, o uso de EPIs deve fazer parte do cotidiano do profissional, para assegurá-lo de realizar uma prática segura.

    Qual a importância dos EPIs?

    Embora a definição de EPI diga que eles são para proteção individual, a área da saúde tem suas particularidades. O fisioterapeuta pode, além de contrair doenças, também ser vetor delas e transmiti-las para seus clientes. Por esse motivo, o uso de EPIs é de interesse tanto do profissional quanto de seus pacientes.

    Além disso, o cenário iniciado pela pandemia da Covid-19 trouxe um novo patamar de importância aos EPIs: é muito mais comum ver pessoas de máscaras nas ruas e se preocupando mais com a própria higiene.

    Por esse motivo, o uso de EPIs na clínica transmite uma sensação de confiança, higiene e credibilidade ao profissional. Além de demonstrar interesse na segurança de seus pacientes, ele também mostra que está alinhado com as diretrizes internacionais. Por isso, o uso de EPIs é relevante tanto para a segurança quanto para a construção da imagem profissional.

    Quais EPIs utilizar?

    Como mencionamos, a escolha dos EPIs varia conforme os procedimentos realizados. Os mais comuns são luvas e máscaras, por prevenirem contra transmissão de patógenos e fluidos corporais pelas mãos e vias respiratórias. Em cenários específicos, EPIs adicionais podem ser requisitados para fornecer segurança extra.

    Caso você esteja em dúvida quanto à adequação de seus EPIs, as Normas Regulamentadoras podem ajudar. Além da NR-6, que já mencionamos, existe também a NR-32, que estabelece as diretrizes específica para trabalhadores na área da saúde. A norma detalha objetivamente os EPIs que são necessários para cada situação específica, se tornando uma fonte confiável dessas informações.

    Conhecer a importância dos EPIs é mais do que um ato de segurança: é também uma maneira de transmitir credibilidade e se adequar às obrigatoriedades pontuais, previstas em lei. Com isso, você garante uma fisioterapia segura e confiável, oferecendo a melhor prática possível aos seus pacientes.

    Além do uso do EPI, outra maneira de aumentar a percepção de valor do seu atendimento é aderindo às tecnologias mais modernas. Saiba como elas podem te ajudar a alcançar esse objetivo!

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    No posts available!
    ×