Entender o que é bandagem funcional e saber aplicá-la pode representar um diferencial para a atuação do fisioterapeuta em um nicho de mercado. Trata-se de uma técnica que posiciona corretamente as estruturas musculares e articulares, proporcionando alívio das dores, relaxamento e bem-estar aos pacientes.

A técnica utiliza meios que garantem o bom desempenho do organismo. Dessa forma, é possível ajustar o posicionamento para a obtenção de efeitos específicos como prevenção, tratamento e recuperação de lesões.

Neste artigo vamos abordar as características da técnica de bandagem, como ela deve ser aplicada e os benefícios que ela proporciona. Continue a leitura para saber mais!

O que é bandagem funcional?

Os tratamentos fisioterapêuticos podem usar várias técnicas e recursos para garantir o restabelecimento dos movimentos. Entre as possibilidades está a bandagem funcional, que utiliza fitas adesivas com propriedades elásticas visando a modificação do alinhamento de várias estruturas do organismo.

Para que ela proporcione bons resultados, precisa ser feita com o material correto e com base em conhecimentos adequados. Assim, é possível dar a sustentação ou o alívio necessário, de acordo com cada caso.


Para que serve a bandagem elástica?

A aplicação da bandagem funcional na fisioterapia serve para fornecer suporte, estabilidade e alívio da dor em áreas específicas do corpo. Ela também ajuda na redução da inflamação e previne lesões, bem como promove a circulação sanguínea e facilita a cicatrização. Logo, essa é uma ferramenta valiosa para reabilitação e recuperação de desequilíbrios musculares e/ou articulares dos pacientes.

 

Quais são os tipos de bandagens?

A bandagem funcional se apresenta em três tipos diferentes. Embora as fitas sejam semelhantes, a forma como ela é aplicada é o fator que determina os seus efeitos.

Esportiva (Athletic Taping)

Auxilia nas lesões agudas, causadas pelo esforço excessivo de práticas físicas. Também proporciona mais estrutura ao organismo e evita reincidências.

Biomecânica (McConnell Taping)

Direciona o movimento de forma específica, promove o alinhamento dos tecidos e a reeducação postural.

Neuromuscular (Kinesio Taping)

Envolve determinados músculos e articulações para evitar ou reduzir inflamações, sustentar os movimentos e melhorar as contrações musculares.

Entre os diferentes tipos de bandagens comentados, a Kinesio Taping é a mais utilizada. Devido à sua importância, a seguir vamos comentar mais detalhadamente sobre essa técnica.

Como funciona a bandagem Kinesio Taping?

Essa técnica oferece aos músculos e às articulações exatamente o que eles precisam para garantir o máximo do seu funcionamento. Em lesões, é comum exercer uma tensão longitudinal, e a bandagem Kinesio Taping evita que o músculo seja exigido e se lesione ainda mais.

Ela também estimula a circulação ao redor da lesão, diminui cãibras e melhora a recuperação muscular. Dessa forma, há uma redução das dores e um aumento no desempenho do dia a dia ou na prática esportiva.

Acima de tudo, essa bandagem funciona como um importante apoio para outras técnicas fisioterapêuticas, visando acelerar a recuperação de maneira estruturada.

Como a bandagem é aplicada?

A bandagem elástica funcional é uma técnica eficiente, moderna e versátil para recuperar e evitar lesões. Embora seja mais utilizada por praticantes de atividades físicas, ela pode ser aplicada em qualquer tipo de pessoa que apresente dor ou limitação física.

Em alguns casos, é necessário acompanhar a direção do músculo para facilitar o seu movimento; em outros, a aplicação transversal gera tensão elástica, com o objetivo de imobilizá-lo e permitir sua recuperação. Também é essencial saber quais grupos isolar e qual tensão aplicar em cada parte. Isso maximiza o potencial da técnica e garante efeitos adequados.

Nesse sentido, para que a técnica realmente funcione, é importante que ela seja aplicada por um fisioterapeuta para garantir uma correta aplicação. Quando posicionada de forma errada, pode provocar efeitos contrários aos desejados. Além disso, a forma como ela deve ser colocada depende do tipo de patologia.

Cuidados na aplicação

Alguns cuidados devem ser observados na aplicação da bandagem, como:


Leia também:
Veja os principais eventos de fisioterapia para 2024 e programe-se!

Quais são os principais benefícios da bandagem funcional?

A bandagem funcional proporciona prevenção e tratamento de acordo com a técnica aplicada para atender às necessidades específicas. No geral, o tempo da terapia varia entre 48 e 72 horas, dependendo da resposta do organismo do paciente, do grau e do tipo de lesão.

Veja a seguir alguns dos principais benefícios que podem ser obtidos com a técnica.

Estabilização da articulação

Estudos científicos evidenciam os benefícios das bandagens funcionais na estabilização articular. Uma pesquisa sobre o efeito dessa técnica na recuperação de ligamentos do tornozelo concluiu que ela é eficaz para o tratamento da lesão e que fornece apoio e proteção aos tecidos moles.

Ela também promove a estabilidade articular com a utilização da bandagem do tipo rígido por estabilização estática ou elástica pelo mecanismo de estimulação dos músculos estabilizadores.

Quando a fita adesiva é posicionada longitudinalmente, ocorre uma estimulação proprioceptiva das fibras musculares — se colocada transversalmente no músculo, há uma inibição dos movimentos.

Relaxamento da musculatura

Ao ser colada na pele por meio de pressão sobre o músculo, a fita pode relaxar a região. Para tanto, é fundamental que ela seja posicionada no sentido da parte final para o início da estrutura muscular. Dessa forma, além de promover o relaxamento, ela alivia a dor.

Conforto do paciente

A bandagem elástica funcional garante conforto e adaptação, pois contém elastano — material que proporciona elasticidade e alta flexibilidade —, o que possibilita um perfeito encaixe nas formas do corpo e o envolvimento dos tecidos e das articulações com mais precisão. Além disso, ela apresenta as seguintes vantagens:

Favorecimento para a utilização da cromoterapia

As bandagens podem ser encontradas em diversas cores, o que permite a aplicação da cromoterapia para potencializar o processo de reabilitação.

Segundo essa teoria, cada cor emite uma vibração própria, conferindo propriedades terapêuticas.

Dessa forma, as vibrações podem influenciar o estado físico e emocional. Assim, é possível que determinadas cores de bandagens sejam preferidas em alguns casos, a fim de favorecer os resultados.

Outros benefícios

Além dos benefícios comentados, a bandagem terapêutica também proporciona:

bandagem funcional sendo aplicada no joelho de um paciente para auxiliar em seu tratamemento

Bandagem elástica: benefícios gerais

Compreenda os principais benefícios dessa técnica inovadora para ampliar a qualidade de vida dos pacientes:

Portanto, conforme verificamos, a técnica representa um importante meio para a prevenção e reabilitação de lesões neuromusculares e articulares, sem necessidade de medicamentos. Nesse sentido, entender o que é bandagem funcional e saber como aplicá-la pode representar um diferencial para a carreira do fisioterapeuta.

Gostou de saber um pouco mais sobre o assunto? Então assine a nossa newsletter para acompanhar outros posts como este!

Com mais de duas décadas de história, a Miotec é referência no mercado brasileiro, trazendo sempre as principais soluções tecnológicas para fins clínicos e terapêuticos.

Conheça a loja online Miotec!

Continue acessando nosso blog e também nossas redes sociais [Facebook, Youtube e Instagram] para mais novidades!

 

Fechar