Conecte-se

    [/vt_socials]
    Tratamentos para lordose: saiba quais são!

    Tratamentos para lordose: saiba quais são!

    • 31 de janeiro de 2019
    • por
    A curvatura lordótica é a principal responsável pela estrutura na base da coluna e também o maior foco de problemas de saúde nessa área. Os tratamentos para o distúrbio vêm sendo procurados a cada dia por mais pessoas interessadas em se livrar do incômodo e das dores ocasionadas nas primeiras vértebras.

    Saber quais os sintomas da lordose, portanto, pode auxiliar no diagnóstico precoce e em um tratamento mais eficaz. Dá-se esse nome ao aumento da curva que todo mundo tem na região cervical e lombar. Porém, a curvatura fora dos níveis normais é considerada uma doença e precisa ser tratada.

    Fatores genéticos, obesidade e má postura são as principais causas da condição. Pelo rastreamento das causas e dos sintomas, é possível reverter um quadro de desequilíbrio, devolvendo a saúde e o conforto para a coluna. A seguir, veja quais são os principais tratamentos!

    Medicação

    Em um primeiro momento, a ingestão de medicamentos beneficia o bem-estar dos pacientes, diminuindo a dor e o incômodo. Nesse caso, são ministrados anti-inflamatórios e analgésicos, que agem diminuindo o inchaço na área. O médico também pode prescrever relaxantes musculares, que diminuem a tensão na área e facilitam o tratamento.

    Considerando que não existem medicamentos específicos para a lordose, são administrados remédios para o alívio dos sintomas. Em todo caso, a receita deve ser passada por um médico especialista, como reumatologista ou fisioterapeuta, garantindo o procedimento seguro.

    Fisioterapia

    Focada no fortalecimento dos músculos adjacentes, a fisioterapia para lordose consiste basicamente em exercícios acompanhados por um terapeuta responsável. Podem ser usados aparelhos para auxiliar a reabilitação tanto no estímulo da musculatura quanto no envio de informações inteligentes para o acompanhamento da equipe médica.

    A lordose é mais fácil de ser corrigida durante a puberdade — por isso, quanto antes se procura pela fisioterapia, maiores são as chances de recuperação. Práticas como o pilates, o RPG e o gyrotonic atuam como exercícios complementares, ideais para manter os ganhos conquistados com o tratamento para lordose. Confira os principais a seguir.

    Pelve com bola

    O objetivo desse exercício é fortalecer a musculatura abdominal e os extensores traseiros. Eles estruturam a posição da pelve em relação ao abdômen, reduzindo a lordose e ajustando a postura. Outro músculo trabalhado, porém em menor intensidade, é o glúteo máximo.

    O único material necessário é uma bola de exercício média ou grande. O paciente se senta na bola, com os pés apoiados no chão e os joelhos fletidos em 90º. Então, ele se deita com as costas para trás, segura por três segundos e flexiona o abdominal até ficar levemente arqueado.

    A pessoa deve manter essa posição por mais três segundos e então repetir o exercício. Pode-se iniciar com três séries de dez repetições.

    Abdominal Crunch

    O Abdominal Crunch visa isolar a musculatura abdominal, não englobando os extensores dorsais ou os glúteos, como o anterior. Sua realização requer apenas um tapete de exercícios para apoio dorsal.

    O paciente inicia o exercício em posição supina, com os joelhos fletidos e as mãos atrás da cabeça. Em seguida, ele eleva os ombros na direção da coluna vertebral, mantendo o abdômen levemente contraído. Então, retorna-se à posição inicial para repetir a atividade. Pode-se iniciar com três a cinco séries de dez repetições.

    Extensão de quadril

    Neste exercício, o objetivo é fortalecer os músculos das regiões lombar e pélvica. É necessário, mais uma vez, apenas um tapete de alongamento. O paciente inicia o movimento deitado, de barriga para baixo. No primeiro momento, ele deve estender as pernas e mantê-las afastadas do chão.

    Em seguida, a indicação é tentar levantar o umbigo sem mexer a coluna (com isso, os músculos dorsais serão ativados e fortalecidos). A extensão da perna deve ser mantida, sendo de responsabilidade dos músculos glúteos maiores.

    Alongamentos

    Os alongamentos geralmente são exercícios guiados, pois necessitam de aparelhos mais complexos do que aqueles dos exercícios. A intenção é facilitar o movimento da pelve e melhorar a eficácia do tratamento. Para sua execução — assim como a dos exercícios anteriores —, uma visita e o acompanhamento do fisioterapeuta são fundamentais.

    Dois dos músculos mais focados no alongamento fisioterápico são o Psoas e os Paravertebrais. O alongamento do primeiro é realizado no Ladder Barrel, forçando uma posição fletida da coxa. Já o segundo pode ser realizado no Reformer, com o paciente sentado fazendo a flexão do quadril no lado desejado.

    Perda de peso

    Quando a causa identificada se relaciona ao sobrepeso, o tratamento que produz mais efeito é a perda de medidas. O acompanhamento deve ser feito por uma equipe médica especializada, que orientará um programa que inclui alimentação, prática de exercícios físicos e até medicamentos ou cirurgias, quando necessário.

    A medida também pode ser aplicada com pacientes em idade avançada, como um cuidado a mais para elevar a qualidade de vida. Além disso, a perda de peso auxilia no controle de doenças como a osteoartrose de joelho e problemas metabólicos, que podem estar associados à hiperlordose.

    Cirurgia

    Nos casos mais graves, pode haver a indicação de intervenção cirúrgica. O tratamento prevê a aplicação de parafusos, hastes e ganchos de metal ou um enxerto ósseo, sendo ambas as opções úteis para estabilizar a coluna de modo mais eficiente.

    Esse tipo de procedimento é prescrito após o paciente passar por outros processos ou quando há ocorrência neurológica na causa da lordose. Por se tratar de um local delicado, próximo à coluna vertebral, qualquer manipulação é perigosa.

    O procedimento não está isento de riscos e pode evoluir com complicações como paralisia e agravamento do quadro. Para a avaliação do seu custo-benefício, o médico indicado é o ortopedista ou traumatologista. Além de avaliar o risco cirúrgico, ele vai comparar a operação a outros tratamentos ainda não seguidos.

    Quando o tratamento para lordose não é feito, o paciente pode ter agravados seus problemas de mobilidade, o que traz grandes complicações para sua saúde e seu bem-estar. Quanto antes se procura por um médico especialista, maiores são as chances de uma reabilitação de sucesso.

    A coluna é uma das partes mais sensíveis do corpo, suscetível a todo tipo de variação decorrente dos hábitos que adotamos. Portanto, saber quais os sintomas da lordose e manter a saúde das pessoas nessa região são cuidados essenciais para uma vida tranquila.

    Agora que você já descobriu quais os sintomas da lordose e como tratá-la, que tal conferir os equipamentos e as técnicas especiais de estabilização da coluna? Boa leitura!

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    No posts available!
    ×