Tecnologia na reabilitação de pacientes: qual sua importância?

Nos últimos anos, os avanços tecnológicos mudaram drasticamente o mundo da fisioterapia. Antes, mesmo com tratamento, muitos pacientes com lesões no sistema nervoso ou ortopédicas não conseguiam atingir um mínimo de independência. Porém, o uso da tecnologia na reabilitação vem possibilitando a melhoraria da qualidade de vida dessas pessoas.

Pacientes lesionados por acidentes, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e outras doenças, hoje ganham a chance de reduzir ou eliminar dores, melhorar suas funções, reduzir a atrofia muscular e estimular os nervos. A tecnologia, aliada à fisioterapia, proporciona tratamentos mais interativos, envolventes e que realmente motivam o paciente.

Quer saber como a tecnologia pode ajudar na reabilitação de pacientes? Então confira no post de hoje!

Tecnologia na reabilitação: Tecnologia da Informação

A reabilitação é uma parte essencial do processo de recuperação após danos cerebrais, como aqueles causados por AVC, meningite, paradas cardiorrespiratórias e outras. A tecnologia pode desempenhar um papel importante na recuperação dessas pessoas.

Terapias baseadas em TI podem ajudar pacientes, por exemplo, a recuperar uma parte da sua visão perdida e aproveitar ao máximo a visão que permanece após uma lesão cerebral.

Hoje, a maioria das pessoas tem acesso a um computador, smartphone ou tablet. Numerosos aplicativos úteis e ferramentas on-line estão disponíveis para instalar em seu dispositivo. Eles podem ser úteis tanto para pacientes como para cuidadores e familiares. Eis alguns exemplos de aplicativos:

Conversor de texto em fala

Esse tipo de tecnologia possibilita que o paciente com perda da fala consiga se comunicar. Basicamente funciona com a inserção de texto e conversão do mesmo em voz, automaticamente.

É possível encontrar esse serviço gratuito para baixar no celular e é de fácil utilização. O paciente pode utilizar esse tipo de aplicativo para qualquer finalidade, incluindo usos comerciais.

Aplicativos para afasia

Esses aplicativos ajudam a pacientes com afasia e distúrbios de comunicação, como o autismo, doença de Alzheimer e muitos outros distúrbios que podem afetar a fala. Os usuários podem tirar fotos de várias coisas e anexar palavras ou frases.

Isso os ajuda a transmitir informações básicas diárias àqueles que os rodeiam, como por exemplo:

  • “Estou com fome.”
  • “Preciso ir ao banheiro.”
  • “Quero tomar banho.”
  • “Quero passear.”

Gameterapia

A “Gameterapia” é outro tipo de tecnologia com resultados positivos na reabilitação de pacientes, principalmente as crianças com paralisia cerebral (PC). Esses jogos podem ser utilizados para melhorar os movimentos musculares.

A gameterapia também pode ser utilizada para a melhoria do equilíbrio e mobilidade em pacientes idosos, produzindo resultados mais significativos que a fisioterapia tradicional. Estudos mostram que a gameterapia envolve por mais tempo a atenção dos pacientes, fazendo com que eles gastem mais tempo nas seções.

Segundo pesquisadores, alguns fatores-chave no design dos jogos, incluindo a possibilidade de escolha, recompensas e objetivos, também podem levar a uma maior motivação e engajamento dos pacientes.

Tecnologia na reabilitação: Robótica

A robótica é uma das indústrias mais promissoras para a medicina. Os robôs não só podem ser úteis, mas também salvar vidas e torná-las melhores. Seu potencial na reabilitação parece ser ilimitado.

Suas tecnologias terapêuticas podem combinar exercícios de movimento autodirigidos com feedback de desempenho. Assim, são projetadas para aumentar a amplitude de movimentos, força, resistência e facilitar que o paciente inicie movimentos por conta própria.

Dispositivos de feedback para a coordenação motora

Atualmente, essa área criou e desenvolveu dispositivos de feedback de movimento sem fio e softwares de fisioterapia, dedicados à reabilitação funcional das extremidades superior e inferior. Dados biomecânicos quantitativos permitem a avaliação objetiva e acompanhamento do tratamento fisioterápico.

Órteses para controle de movimento

A robótica proporcionou a criação de órteses mais avançadas. Existem órteses atualmente no mercado que permitem aos pacientes, por exemplo, iniciar e controlar os movimentos de um braço parcialmente paralisado, usando seus próprios sinais musculares através da flexão/extensão do cotovelo e função de agarrar.

Dispositivos para envio de sinais elétricos

Esse tipo de dispositivo é capaz de enviar correntes elétricas aos braços ou pernas de um paciente com perda de movimentos. Ele envia sinalização para contrair e realizar movimentos que, de outra forma, seriam impossíveis.

Viu como a tecnologia na reabilita de paciente hoje faz toda a diferença? Se você quer saber mais sobre o assunto, descubra como a tecnologia pode ser uma aliada do profissional!

Miotec - Tecnologia para a vida!

A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"