Conecte-se

    [/vt_socials]
    7 problemas de saúde causados pelo uso excessivo de celulares

    7 problemas de saúde causados pelo uso excessivo de celulares

    • 20 de abril de 2017
    • por
    Hoje em dia, usamos os celulares para quase tudo: para responder e-mails, acessar as redes sociais ou a conta bancária, efetuar pagamentos etc. Estamos o tempo todo com o aparelho na mão, mas será que reconhecemos os problemas de saúde causados pelo uso excessivo do celular?

    Não há um limite de tempo mínimo ou máximo para utilizá-los, mas é preciso observar os sinais de exagero, como usar constantemente o celular em encontros com amigos ou reuniões familiares, ficar ansioso quando está longe do aparelho, dormir ao lado dele, verificar redes sociais de madrugada etc. Esses sinais, se negligenciados, podem gerar consequências negativas para o nosso organismo.

    Neste artigo vamos mostrar a você alguns problemas relacionados ao uso excessivo do celular. Confira!

    Conheça os problemas de saúde causados pelo uso excessivo do celular

    Sabemos que os celulares são ferramentas tecnológicas muito úteis no nosso dia a dia, mas ao mesmo também sabemos que são viciantes. O acesso a esse tipo de aparelho se tornou tão fácil que podemos ver até crianças deixando de lado as brincadeiras mais comuns para ficarem diante dos smartphones.

    O uso excessivo de celulares provoca, sim, danos à saúde. A seguir, confira alguns deles.

    1. Dores no pescoço

    Manter sempre o pescoço na mesma posição ao usar o celular pode causar dores. Em alguns casos, a postura inadequada ocasiona até mesmo uma fragilidade na região cervical devido à grande tensão gerada na musculatura do pescoço para segurar a cabeça.

    Essa tensão aumenta em casos do uso exagerado e errado dos celulares.

    2. Problemas de visão

    Sofre com a fadiga ocular? Sente sua visão turva? Usa óculos de grau? O uso excessivo de celulares pode estar associado a tudo isso. A exposição frequente à luz do aparelho, por exemplo, faz com que a gente pisque com menos frequência, o que causa a falta de lacrimação e deixa nossos olhos secos e irritados.

    Além disso, a luz azul das telas pode gerar a degeneração macular, um problema grave que pode resultar na perda de visão.

    3. Dores nos braços e nos ombros

    O uso excessivo dos celulares acarreta uma sobrecarga nos braços e nos ombros, pois as pessoas passam horas e horas digitando. Isso pode ocasionar inflamações nos músculos do ombro e nos braços, causando a chamada tendinite.

    Quando você receber uma ligação, evite apoiar o celular no ombro e mantenha a coluna ereta. Evite também deixar o braço sem apoio na hora de usar o aparelho, pois isso ajuda a diminuir a carga sobre a musculatura.

    4. Tendinite

    No tópico anterior falamos sobre tendinite. Esse é um exemplo comum de Lesões por Esforço Repetitivo (LER). Quando mexemos no celular, frequentemente fazemos os mesmos esforços: os punhos geralmente ficam na mesma posição, enquanto os dedos se movimentam repetitivamente. São esses esforços constantes e repetitivos que podem inflamar os tendões, causando a tendinite.

    No início, a dor só é sentida enquanto se usa o dispositivo móvel, mas depois de algum tempo ela se torna constante, com ou sem o uso do aparelho.

    Quando se trata de tendinite ocasionada pelo uso excessivo do celular, as regiões mais afetadas são as dos ombros, dos cotovelos e também dos punhos. Se as dores forem negligenciadas, as lesões podem se agravar.

    5. Insônia

    A insônia e os problemas de sono em geral podem, sim, ter ligação com o uso de dispositivos móveis. Muitas vezes utilizamos o celular à noite para acessar as redes sociais ou conversar. O que acontece é que a luz azul emitida pelo aparelho gera um desajuste no nosso organismo e nos mantém em estado de alerta.

    Vamos explicar: a exposição à luz, de qualquer tipo, diminui a secreção de melatonina — hormônio que influencia o sono —, mas a luz azul emitida pelos smartphones é ainda mais nociva. Por isso, o recomendado é evitar utilizar o celular pelo menos uma hora antes de dormir.

    6. Dores na cabeça

    O uso exagerado desses dispositivos móveis também pode ocasionar dores na cabeça, que acontecem pelo fato da pessoa permanecer com a cabeça muito inclinada em direção ao celular.

    Uma doença mais grave que pode surgir é a neuralgia occipital, que inflama os nervos occipitais, que sobem da coluna vertebral e se dividem por todo o couro cabeludo, ocasionando fortes dores na região.

    Essas dores são graves e podem se estender até aos olhos: elas começam como uma “ressaca” e depois pioram de uma maneira que faz com que a pessoa não consiga realizar seus afazeres cotidianos, nem mesmo dormir.

    7. Problemas de postura e coluna

    Os problemas de postura e coluna são males que, se não tratados imediatamente, podem se estender por anos. A má postura, por exemplo, pode agravar a curvatura lordótica.

    O uso de celulares de maneira inadequada faz com que a nossa coluna sinta uma pressão excessiva devido à posição da cabeça, prejudicando a postura e ocasionando dores na coluna.

    Saiba como cuidar da sua saúde

    A nossa saúde preserva a nossa qualidade de vida, e não existe nada melhor do que saber que você é uma pessoa saudável e capaz de fazer o que quiser. Por isso, é importante saber se cuidar.

    Para auxiliar na identificação do vício, Anna Lucia King e Eduardo Guedes, pesquisadores do Instituto Delete, desenvolveram dentro do Instituto de Psiquiatria da UFRJ um quiz para avaliar nosso grau de dependência do telefone celular.

    Já vimos que o uso excessivo dos celulares pode ocasionar sérios problemas. Se você respondeu ao questionário e verificou que está utilizando esses dispositivos exageradamente, evite os problemas de saúde com as seguintes atitudes:

    • colocar o celular na altura dos seus olhos para não precisar abaixar o pescoço;

    • diminuir o tempo utilizando celular;

    • realizar alongamento e exercícios para relaxar e fortalecer seus músculos;

    • desenvolver novos hábitos para deixar o smartphone de lado.

    Se as dores persistirem ou se a situação se agravar, procure um profissional da saúde — como um fisioterapeuta — para realizar um diagnóstico e tratar corretamente a musculatura afetada, utilizando técnicas que permitem uma reabilitação adequada.

    Agora, veja especificamente o que é possível fazer para não ficar no celular o dia todo:

    • compre um relógio e deixe de usar o celular como despertador;

    • coloque o aparelho em um local afastado, principalmente antes de dormir;

    • desligue as notificações;

    • utilize o modo “não perturbe” antes de dormir ou quando está em uma mesa com outras pessoas;

    • se utiliza o celular para trabalhar, faça pausas constantemente;

    • no final da semana, estipule horários para verificar mensagens, como 30 minutos de manhã, 30 minutos à tarde e 30 minutos à noite.

    Essas dicas servem não só para você, profissional da saúde, mas para os seus pacientes. Instrua-os em relação aos problemas de saúde vistos neste post e às possíveis soluções vistas acima.

    Os tópicos abordados neste artigo são muito importantes para você entender quais problemas de saúde são ocasionados pelo uso excessivo e inadequado dos celulares. Por isso, siga as dicas que listamos para cuidar bem da sua saúde!

    Se você gostou do conteúdo e quer continuar por dentro de dicas importantes para o seu bem-estar, entenda qual é a importância da fisioterapia preventiva!

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    No posts available!
    ×