Conecte-se

    [/vt_socials]
    Afinal, como a eletromiografia pode acabar com a dor nos pés do paciente?

    Afinal, como a eletromiografia pode acabar com a dor nos pés do paciente?

    • 24 de outubro de 2019
    • por

    A dor nos pés pode ser algo extremamente incômodo e preocupante, concorda? O ideal é sempre consultar um médico especialista para investigar a origem do desconforto e realizar um tratamento específico para que a qualidade de vida do paciente seja logo retomada.

    Com o avanço da tecnologia, novos métodos e equipamentos surgiram e são capazes de colaborar para um diagnóstico preciso. Neste artigo, você poderá saber o que é a eletromiografia e como ela contribui para acabar com a dor nos pés. Boa leitura!

    Quais são as principais causas de dor nos pés?

    As causas da dor nos pés são variadas, como você poderá ver a seguir. No entanto, somente um médico poderá diagnosticar corretamente a origem da dor. 

    Características pessoais anatômicas 

    A dor nos pés pode ter origem nas características pessoais anatômicas. Isso significa que existem formatos de pés que são mais propensos a essas dores.

    Alterações biomecânicas

    As alterações biomecânicas têm repercussões de fraqueza, deficit de flexibilidade e mobilidade que produzem compressões em áreas muito inervadas. São exemplos de alterações biomecânicas:

    • pés chatos ou planos — a área inteira da região plantar toca o solo. O arco plantar é inexistente;
    • pés cavos — apresentam considerável aumento da curvatura do arco interno do pé, o arco longitudinal medial.

    Patologias

    São muitas as patologias dos pés altamente prevalentes na população. Todas elas estão diretamente relacionadas à diminuição da força de músculos específicos. Veja algumas a seguir!

    Fascite plantar

    Segundo o médico Drauzio Varella, a fascite ou fasceíte plantar, é um processo de inflamação ou degeneração que atinge a fáscia plantar. Essa, por sua vez, é uma membrana de tecido conjuntivo que envolve toda a musculatura da sola do pé.

    Tendinite de calcâneo

    A tendinite do calcâneo atinge o “tendão de Aquiles” e causa a inflamação ou degeneração da área. Essa região do corpo está na parte traseira da perna, conectando os músculos que compõem a panturrilha aos ossos localizados no calcanhar.

    Segundo a Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTPé), a tendinite é comum em obesos e atletas, como corredores e saltadores. O problema também pode ocorrer em decorrência de movimentos repetitivos do tornozelo e calçados apertados que comprimem a área.

    Metatarsalgia

    A metatarsalgia é a dor que age sobre a parte da frente do pé. Essa área é composta pelos ossos metatarsais. Eles são pequenos ossos que compõem os dedos e o peito dos pés. O desconforto pode ser causado pela pressão na área, que pode levar a um processo inflamatório dos tecidos. A metatarsalgia pode causar ainda:

    • inchaço;
    • fraturas por estresse;
    • espessamento do nervo.

    Fatores adquiridos 

    A falta de alguns cuidados nos pés pode gerar dores e desconfortos, assim como o desenvolvimento de problemas mais sérios. Entre as práticas que podem causar esses sintomas estão:

    • uso contínuo de salto alto — esse tipo de calçado comprime excessivamente os pés;
    • traumas de baixa intensidade (microtraumas) — podem ocorrer, por exemplo, em corredores que não utilizam calçados apropriados e não estão bem preparados, gerando fraturas por estresse em determinadas regiões. Cirurgias e sessões de fisioterapia podem ser necessárias nesse caso;
    • fraturas de alta intensidade (macrotraumáticas) — o que resulta na descontinuidade óssea da região.

    Como identificar esses problemas?

    O diagnóstico de qualquer um dos fatores citados é feito por meio de uma avaliação médica e de exame físico detalhado. Ambos devem ser baseados em evidências científicas. 

    O uso da tecnologia, como os recursos computadorizados utilizados em exames médicos, também é fundamental para descobrir a causa da dor nos pés que o paciente sente e também para o tratamento. Utilizar os recursos tecnológicos significa adotar uma conduta mais acertada e coerente com os tempos modernos. É importante destacar que o tratamento só será adequado e suficiente se a identificação do problema for efetuada de forma correta.

    Quais são as principais formas de combatê-los?

    Os tratamentos indicados para combater a dor nos pés dependem diretamente do diagnóstico feito por um especialista. É imprescindível que o paciente se consulte com um médico para saber a origem das dores. A confirmação do diagnóstico depende de exames especializados que poderão embasar a observação clínica.

    No entanto, existem algumas técnicas que podem aliviar as dores provenientes do esforço físico, como:

    • fazer um escalda pés;
    • deitar com os pés para cima;
    • massagear a sola dos pés com óleos essenciais;
    • fazer movimentos circulares com os pés.

    O que é e como funciona a eletromiografia?

    A eletromiografia de superfície é um método avaliativo para visualizar o potencial de ação, o grau de contratilidade, ou seja, o potencial elétrico dos músculos superficiais. É interessante saber que existem músculos no pé que, pela sua fraqueza, agem no desenvolvimento da dor no local.

    Para realizar essa avaliação, é utilizado um aparelho moderno, capaz de registrar esse recrutamento muscular por meio de eletrodos, que ficam ao redor dos pontos motores dos músculos específicos. É solicitado ao paciente que faça a contração da musculatura a ser analisada. 

    Existem parâmetros numéricos que permitem saber quanto o músculo sofre de repercussão e como isso afeta as atividades diárias do paciente, além de entender se o padrão é fisiológico ou patológico. Isso significa que o aparelho consegue transcrever em números o valor que essa musculatura consegue recrutar. 

    Qual é a importância da eletromiografia para solucionar dores nos pés?

    Nos pés, temos músculos que são externos ou extrínsecos. A avaliação eletromiográfica pode fornecer excelentes informações a respeito do potencial de contração e como eles recrutam a musculatura, bem como seu limiar de fadiga. 

    Além desses músculos, existem os que são intrínsecos do pé, internos, como o abdutor do hálux. A avaliação eletromiográfica desse músculo, por exemplo, permite avaliar a inibição ou a propagação de sintomas relativos ao dedão do pé.

    Quais são os diferenciais dos equipamentos da Miotec?

    Os equipamentos de eletromiografia da Miotec têm uma condição funcional de prática clínica diferente de todas do mercado, não apenas pelo sinal eletromiográfico captado, mas também pela facilidade do software que é utilizado. 

    Eles têm um software avaliativo que permite planejar e personalizar a ação para cada paciente. Além disso, no mesmo aparelho de eletromiografia, existe também a possibilidade de fazer recrutamento muscular por biofeedback. 

    Biofeedback é um aparelho na qual são colocados os eletrodos com o objetivo de trabalhar os músculos por feedback visual, que é projetado em um monitor ou televisão. Isso é, quando as dores nos pés se manifestam, a capacidade de contração e comando deixa de existir. Com esse aparelho, reeducamos o paciente a fazer a contração correta daquele músculo que está enfraquecido. 

    Ainda é possível destacar os seguintes diferenciais nos equipamentos da Miotec:

    • design moderno;
    • facilidade para transportar;
    • compacto;
    • tecnologia avançada.

    Neste post você pôde ver quais são as principais causas da dor nos pés, como identificar e tratar, e ainda conferiu como a eletromiografia pode ajudar nesse processo. Identificar as causas da dor nos pés e iniciar um tratamento adequado são fatores essenciais para a qualidade de vida e bem-estar de um paciente. 

    Investir em métodos, como a eletromiografia, e equipamentos modernos para realizar análises, como os que a Miotec oferece, torna-se um diferencial para os pacientes que desejam agilidade e objetividade no diagnóstico e tratamento da dor nos pés.

    Gostou deste post e quer saber mais ou adquirir um equipamento da Miotec? Entre em contato conosco!

    A Miotec tem a missão de entender as necessidades dos pacientes e de desenvolver soluções para dar suporte aos profissionais da área da saúde, para que eles tenham mecanismos mais eficientes a favor dos tratamentos feitos. Tendo como objetivo a melhoria das capacidades físicas e motoras daqueles que precisam de tratamentos fisioterapêuticos, a Miotec desenvolve diversos produtos para contribuir com a qualidade de vida dos pacientes.

    Ad
    Ad
    Ad
    Ad

    A Miotec

    Fundada em 2002, a MIOTEC atua na área da saúde, desenvolvendo, produzindo e comercializando ferramentas tecnológicas direcionadas à pesquisas e terapias de prevenção, reabilitação e monitoramento, objetivando melhoria do bem-estar e do desempenho físico humano.

    Conecte-se

    Instagram

    No posts available!
    ×